Avançar para o conteúdo principal

Coroa metal cerâmica

pontes de cerâmica
Ponte 3 elementos
























  • Coroa sobre o próprio dente 299,00 €    
  •  Coroa sobre implante 350,00 € 
Coroa de cerâmica- Prótese fixa


A coroa de cerâmica serve para revestir artificialmente um dente natural que se encontra destruído ou frágil devido a endodontia. O dente natural, onde irá ser colocada a coroa de cerâmica, poderá encontrar-se total ou parcialmente destruído.
Qualquer destas situações requer cuidados particulares antes da intervenção final, ou seja , antes da fixação definitiva da coroa. 
A coroa de cerâmica pode ser colocada num dente do qual só resta a raiz desde que esta raiz se encontre em bom estado. Nessas situações o próprio dentista prepara o coto que será fixado à raiz para depois ser revestido pela coroa.

No laboratório a coroa metal cerâmica é composta por uma estrutura interna metálica e revestida a cerâmica.
As coroas de cerâmica são feitas em laboratórios de prótese dentária e a partir dos moldes (modelo) dos dentes do paciente tirado a gesso pelo dentista. A cor é escolhida de acordo com a tonalidade dos dentes em redor de forma a criar uma aparência natural.

A preparação do dente, o molde, a prova da cerâmica e a colocação da coroa realizam-se em três ou quatro sessões. Na primeira sessão prepara-se o dente desvitalizando, na segunda sessão talha-se o coto, na terceira sessão cimenta-se a coroa. A coroa de cerâmica é cimentada ao dente natural desgastado, coto ou falso coto feito em laboratório.

As porcelanas são os materiais escolhidos pelos laboratórios para as próteses fixas devido à aparência natural, estética, qualidades ópticas, facilidade no trabalho de produção e biologicamente compatível. 
A prótese fixa é uma excelente solução para quem tem implantes dentários ou raízes de dente sãs. 

Vantagens da coroa fixa:

 Tem funcionalidade e boa aparência estética. É semelhante   a um dente natural. Aumenta a auto-estima do indivíduo e proporciona melhor qualidade de vida. 


Ponte de cerâmica cinco elementos




Ponte de cerâmica


A ponte é uma prótese fixa produzida com o mesmo material das coroas unitárias e com pelo menos duas espécies de apoio. Servem para preencher uma ou mais falta de dentes fixando-se junto à gengiva e suportada em dentes naturais ou implantes. O princípio e objectivos são sempre o de preencher a falta de um ou mais dentes porque estes estão fracturados ou cariados. As pontes e as coroas fixam-se com cimento definitivo ou compósito adequado.
Se pretende uma coroa de cerâmica em Lisboa ou Setúbal marque uma consulta nas nossas clínicas e esclareça todas as dúvidas com os nossos dentistas.

Mensagens populares deste blogue

O que são próteses esqueléticas flexíveis?

Perder dentes não significa que deve dizer adeus a um sorriso bonito. Tanto as dentaduras como os implantes dentários são excelentes soluções para restituir dentes ausentes.
O seu dentista pode também recomendar o uso das próteses flexíveis.

De que são feitas as dentaduras flexíveis?As esqueléticas são próteses removíveis com uma armação em metal.
 Na estrutura de metal colocam-se os dentes em acrílico. Geralmente este tipo de prótese dentária é composta por ganchos em metal que servem de suporte e contribuem para aumentar a sua estabilidade.

 Os ganchos em metal podem danificarem dentes naturais adjacentes. Por isso, para evitar o desgaste de dentes naturais criaram-se as próteses removíveis esqueléticas flexíveis.


Em que consiste este tipo de próteses?
A sua estrutura é em metal. Os dentes são feitos de material acrílico. Os ganchos são produzidos em material acrílico flexível em vez dos convencionais ganchos de metal. A vantagem é principalmente a estética; os ganchos são de material tra…

História das Próteses Dentárias.

No tempo dos Fenícios e dos Maias já se tentava repôr os dentes perdidos. Historiadores descrevem casos descobertos em que dentes estariam presos e ligados por fio de ouro.
Acredita-se que as primeiras próteses dentárias de madeira foram introduzidas no Japão no sec.VIII em simultâneo com a arte de talhar imagens de Budas. A falta de materiais e a ausência de conhecimentos ciêntíficos e de tecnologia originaram as próteses dentárias feitas neste material. Entretanto o fabrico de próteses foi evoluindo. A prótese dentária total nasce realmente em 1728 quando Pierre Fouchard criou as próteses totais superiores com "câmaras de vácuo".
Actualmente utilizam-se sofisticadas tecnologias para fabricar as próteses fixas nomeadamente o sistema cad cam. O recurso a este sistema permite criar próteses dentárias precisas e resistentes.

Dentaduras suportadas por implantes

Uma prótese suportada por implantes é, tal como o nome sugere, uma prótese fixa. As próteses convencionais repousam na gengiva e não estão fixas a implantes.

As próteses suportadas por implantes utilizam-se em pessoas sem dentes, desdentadas no maxilar. Deve existir osso em quantidade suficiente para permitir a inserção dos implantes.



As próteses suportadas por implantes possuem encaixes adequados para permitir a sua fixação. Foram especialmente concebidas para a mandíbula porque as dentaduras têm mais dificuldade em segurar neste maxilar.

Este tipo de dentadura, apesar de fixa, pode ser removida pelo próprio paciente, diariamente para higienizar.



Como funcionam as dentaduras fixas em implantes dentários? Estas próteses fixas em implantes dentários precisam de pelo menos  dois implantes para ficarem seguras. A prótese pode ser feita de acrílico cor de rosa ou de cerâmica. O encaixe pode ser de bola, estilo macho/fêmea e pode ser retirada à noite, pela própria pessoa para higienizar.